Basílica de São Clemente

Basílica de São Clemente

A Basílica de São Clemente é um templo cristão primitivo dedicado ao Papa Clemente I. A igreja funciona como registro arqueológico da história de Roma do começo do cristianismo até a Idade Média. 

História da basílica

Durante o século II d.C., os terrenos onde hoje está instalada a igreja eram ocupados por uma mansão romana, propriedade de Tito Flávio Clemente, um dos primeiros senadores romanos que se converteram ao Cristianismo. A casa era utilizada para realizar reuniões secretas, já que a religião cristã era proibida naquela época.

Posteriormente, no mesmo lugar foi construído um pequeno templo dedicado a Mitra (Deus solar de origem persa), que permanecia em uso para a realização de rituais de iniciação até finais do século III.

Alguns anos depois foi construída uma grande sala sobre a mansão que, depois do fim da perseguição cristã em 313 d.C., passaria a se converter em uma basílica sob a bendição do Papa Sirício.

A igreja sofreu grandes danos durante os saques ocorridos em 1084, promovidos pelos normandos, e ficou abandonada e sepultada cinco metros sob o nível das ruas. No mesmo terreno foi construída uma nova igreja sob as ordens do Papa Pascual II, que terminaria em 1108 e que é a mesma que ser conserva atualmente.

No interior

A simples vista, a Basílica de São Clemente poderia parecer um templo como o resto dos que se podem encontrar em Roma, mas no seu interior há tesouros importantes e inimagináveis.

A pequena igreja possui uma rica decoração, da qual vale a pena destacar alguns mosaicos que se conservam desde o século XII.

Através da sacristia é possível entrar na igreja do século IV onde, entre a escuridão, o frio e a umidade, ainda é possível ver grande parte dos frescos decorando as paredes, além de alguns fragmentos dos mosaicos que cobriam o chão do templo.

Não só é possível entrar na anterior basílica, como também percorrer as antigas casas romanas, feitas de tijolo antigo. Em um dos ambientes é possível ver correr a água que circula através da Cloaca Máxima, o principal sistema de esgoto da Roma antiga.

Um passeio através dos séculos 

A Basílica de São Clemente é um templo impressionante, já que oferece a possibilidade de percorrer as diferentes construções feitas no mesmo lugar durante os séculos anteriores. É uma experiência interessante se perder entre seus corredores úmidos e labirínticos para dar um passeio através do passado desse lugar.

Horário

De segunda a sábado, das 9:00 às 12:30 e das 15:00 às 18:00 horas.
Domingos, das 12:00 às 18:00 horas.

Preço

Basílica: entrada gratuita.
Escavações: 10€.

Transporte

Metrô: Colosseo, linha B.
Ônibus: linhas 8 5, 87, 117, 186, 810 e 850.