Ara Pacis

O Ara Pacis é um monumento comemorativo erigido entre os anos 13 e 9 a.C. para a celebração da paz no Mediterrâneo depois das vitoriosas batalhas do imperador Augusto em Hispânia e Gália. 

O Ara Pacis, um altar situado no interior de uma estrutura fechada feito em mármore de Carrara, se destaca pela impressionante decoração constituída por vários relevos que mostram a família de Augusto em procissão, além de diferentes alegorias relacionadas com a mítica fundação de Roma

O passado do Ara Pacis

Erigido no Campo de Marte, o Ara Pacis era dedicado à deusa da Paz, e em homenagem a ela eram sacrificados um carneiro e dois bois todos os anos.

O altar estava localizado de tal forma que a sombra do grande obelisco situado no Campo de Marte se projetava sobre o Ara Pacis no dia do aniversário de Augusto.

Devido à cheia do rio, o altar ficou submerso em lodo, onde permaneceu durante mais de um milênio. Foi apenas no século XVI quando encontraram parte dos restos e em 1838 foi realizada a reconstrução que se conserva até os nossos dias. 

O Ara Pacis na atualidade

Embora o Ara Pacis seja um dos monumentos mais significativos da Roma Antiga, é o único elemento que se expõe no interior do museu e a entrada é inusualmente cara. O mais recomendado é dar uma olhada ao altar de fora, já que o edifício que o protege é de cristal. 

Horário

De terça a domingo, das 9:30 às 19:30 horas.

Preço

Adultos: 10,50€.
Cidadãos da EU entre 18 e 24 anos: 8,50€.

Transporte

Ônibus: linhas 70, 81, 117, 119, 186 e 628.