Igreja de Santa Maria da Conceição

A Igreja de Santa Maria da Conceição (Santa Maria della Concezione dei Cappuccini) foi construída entre os anos 1626 e 1631 e é uma das igrejas mais especiais de Roma devido ao seu macabro tesouro.

A igreja em seu interior

O interior da igreja se destaca por suas modestas dimensões e uma grande sobriedade que a torna completamente diferente do resto das ostentosas igrejas da cidade, mas não é isso o que a torna tão especial.

A maior atração da Santa Maria da Conceição está entre as paredes da Cripta dos Irmãos Cappuccini, um lugar capaz de deixar qualquer visitante arrepiado.

A Cripta dos Cappucini

Depois da finalização da construção da igreja, em 1631, Frei Antonio Marcello Barberini ordenou o traslado dos restos mortais dos irmãos Cappuccini do cemitério principal para a cripta da igreja.

O cardeal ordenou que os ossos transferidos fossem organizados de forma “artística”, formando diferentes motivos decorativos cheios de simbolismo que são perturbadores.

A cripta está dividida em seis pequenas capelas decoradas com os ossos de mais de 4.000 irmãos cappucini falecidos entre 1528 e 1870. Os ossos, organizados de forma sinistra, mostram diferentes elementos decorativos que são tão surpreendentes quanto macabros.

Além dos ossos organizados de diferentes formas, na cripta também podemos ver alguns esqueletos completos enfeitados com o hábito dos monges cappucini que chegam a produzir verdadeiros arrepios.

Longe do que pode parecer, as criptas não são a obra de uma mente perturbada, mas de alguém que pretende mostrar a finalidade do corpo como um simples recipiente para a alma.

Um lugar muito visitado

A Igreja de Santa Maria da Conceição passa a um segundo plano para os turistas que se aglomeram curiosos para contemplar o macabro panorama da cripta. A maioria dos visitantes fica impressionada com a curiosa decoração que os monges deram à cripta, que pode ser um lugar pouco apropriado para as pessoas mais sensíveis. 

Horário

Cripta: de sexta a quarta-feira, das 9:00 às 19:00 horas.

Preço

Museu e catacumbas: 6€.

Transporte

Metrô: Barberini, linha A.
Ônibus: líneas 52, 53, 61, 62, 63, 80, 95, 116, 119 e 175.