Palácio Barberini

Palácio Barberini

O Palácio Barberini (Palazzo Barberini) é um esplêndido edifício barroco que abriga a Galeria Nacional de Arte Antiga. 

Construído sob as ordens do Papa Urbano VIII, o Palácio Barberini foi capaz de superar as residências mais luxuosas que pertenceram à nobreza romana da época. 

O palácio

Em 1623, Maffeo Barbeni, depois de ter sido nomeado Papa (Urbano VIII), ordenou a construção de um grande palácio ao arquiteto Carlo Maderno, anteriormente encarregado da construção da fachada da Basílica de São Pedro. Os trabalhos começaram em 1625 e foram finalizados em 1633 por Bernini.

Em 1949 o estado italiano adquiriu o palácio para utilizá-lo como sede da Galeria Nacional de Arte Antiga, formada a partir das doações das coleções de algumas famílias nobres. 

As exposições

A coleção da Galeria Nacional de Arte Antiga contém mais de 1.400 obras de grandes artistas dos séculos XIII ao XVIII, entre os quais se destacam Tiziano, El Greco, Caravaggio, Tintoretto ou Rafael, com sua célebre obra “La Fornarina”.

Entre as diversas salas decoradas suntuosamente, uma das mais chamativas do palácio é o grande salão central, que abrange toda a altura do edifício. No teto há um incrível fresco de Pietro da Cortona, uma das melhores obras do ilusionismo barroco. 

Um museu excelente

O Palácio Barberini é um magnífico museu, já que não só vale a pena visita-lo para contemplar suas obras, como o edifício em si é uma imponente obra de arte. 

Horário

De terça a domingo, das 8:30 às 19:00 horas.

Preço

Adultos: 7€.
Cidadãos da UE entre 18 e 25 anos: 3,50€.

Transporte

Metrô: Barberini, linha A.
Ônibus: linhas 52, 53, 56, 58, 58, 60, 61, 95, 116, 175, 492 e 590.