Basílica de Santa Maria degli Angeli

Basílica de Santa Maria degli Angeli

Santa Maria dos Anjos (Santa Maria degli Angeli e dei Martiri) foi desenhada por Michelangelo e é a única igreja renascentista de Roma.

A igreja Santa Maria dos Anjos, situada ao lado da Piazza della Repubblica, é uma das mais especiais da cidade devido ao seu aspecto exterior derruído que constrasta com um amplo e espetacular interior.

A construção do templo

O terreno no qual está a Basílica de Santa Maria degli Angeli era ocupado pelas Termas de Diocleciano, uma impressionante demonstração de grandeza do império romano até que, em uma tentativa para conquistar Roma, os Godos cortaram o fornecimento de água de todos os aquedutos da cidade, o que fez com que as termas fossem abandonadas.

As termas se tornaram um lugar perigoso, cheio de bandidos, bodegas e prostituição até que, durante o Renascimento, os terrenos foram adquiridos pelo cardeal francês Giovanni du Ballet, que os transformou em uma vila rodeada de jardins.

Um sacerdote siciliano propôs a construção de uma igreja sobre as Termas de Diocleciano, com o objetivo de dedicá-la à memória de todos os escravos cristãos que faleceram durante a construção das termas.

Depois de várias décadas, os esforços do sacerdote se viram compensados em 1560, quando o Pontífice Pio IV ordenou a Michelangelo que transformasse parte das termas em uma igreja.

O interior do templo

O interior da Santa Maria degli Angeli se revela surpreendente para quem pensava que ele seria similar ao exterior. Com dimensões impressionantes, o templo possui uma decoração rica em que se destacam os grandes frescos das paredes e as enormes colunas de mármore de diferentes cores.

No chão podemos ver a linha Meridiana traçada por Francesco Bianchini em 1703, que indicava o meio-dia e a chegada dos solstícios e os equinócios, além de funcionar como calendário.

A igreja conta com um órgão monumental de recente aquisição que, com seus 5.400 tubos, é capaz de deixar surpresos os visitantes que têm a sorte de escutá-lo na imensidão do templo.

Um templo muito especial

Em Roma é possível visitar uma infinidade de igrejas de todos os tamanhos e cores, mas, sem dúvida alguma, a Basílica de Santa Maria degli Angeli é uma das mais especiais e chamativas da cidade. 

Horário

Todos os dias, das 7:00 às 18:30 horas.

Transporte

Metrô: Repubblica, linha A.
Ônibus: linhas 36, 60, 61, 62, 84, 90, 116, 170, 492 e 910.